«Ancelotti? Ter o inimigo na nossa cama é o mais perigoso» - Hoeness

Bayern Munique 28-09-2017 20:52
Por Redação
Uli Hoeness, presidente do Bayern Munique, explicou, à imprensa alemã, as razões para o despedimento de Carlo Ancelotti, que esta quinta-feira foi tornado oficial após a derrota (0-3) diante do Paris Saint-Germain.

«O Carlo tinha cinco jogadores contra ele, era uma situação insustentável. Nenhum treinador pode ter os principais jogadores contra ele e sempre ouvi dizer que o ter o inimigo na nóssa própria cama é o mais perigoso que se pode fazer. Por isso, tive que tomar medidas», esclareceu Hoeness.

Segundo avança a imprensa alemã, Ribèry, Robben, Lewandowski, Hummels e Boateng são os cinco jogadores que terão `provocado` a saída do italiano.

Ler Mais
Comentários (11)

Destaques

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais