Oposição angolana recorda o que está por fazer no dia da independência

ANGOLA 11-11-17 2:44
Por Lusa

Os partidos da oposição angolana apelaram hoje à consolidação do processo democrático do país, que afirmam ainda não ter sido concluído à passagem dos 42 anos sobre a proclamação da independência nacional, a 11 de novembro de 1975.

Em comunicado a propósito da data, a comissão política da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), um dos três movimentos de libertação nacional, recorda a ´necessidade de continuar a defender a dignidade dos angolanos e trabalhar para a consolidação e aprofundamento do Estado Democrático de Direito´.

«Ontem como hoje, a UNITA vai continuar a defender os princípios que motivaram a sua criação: a independência nacional, a união de todos os angolanos, o desenvolvimento económico, a democracia pluripartidária e a justiça social», afirma o partido fundado por Jonas Savimbi.