Talisca agradece a Jorge Jesus

BENFICA 11-11-17 12:8
Por Redação

Anderson Talisca não sabe «como será o dia de amanhã», mas tem a certeza de que é insuficiente estar a repetir «sim, quero, quero» para ficar no Besiktas. O avançado brasileiro de 23 anos até admite regressar ao Benfica no final da segunda época de empréstimo ao clube de Istambul.

«Quero estar aqui [no Besiktas] mas, infelizmente, pelo meu contrato, tenho de ir embora», afirmou Talisca numa entrevista ao canal televisivo turco NTV Spor. O brasileiro diz que «é bom ouvir o interesse doutros clubes» e vai alimentando a esperança de que Benfica e Besiktas se entendam porque «sonhar não paga». Entende que a sua situação «é complicada».

Voltar ao Benfica implicaria ultrapassar o conflito com o clube, que acusou de não ter pago um salário, e convencer Rui Vitória. O brasileiro recorda a «passagem boa» pelas águias na primeira temporada. E tem uma justificação para apresentar: «Pude realizar o meu trabalho com qualidade quando o Benfica era treinado por Jesus. Foi ele quem pediu a minha contratação, estou-lhe muito grato. Benfica é um grande clube, sempre deixei isso bem claro. O presidente e todo o mundo apoiaram-me naquele momento», acrescentou, para assinalar que «o problema não foi o Benfica, mas as pessoas e os treinadores».

«Tive algumas baixas, pelo rendimento e por injustiças. Às vezes, os treinadores não dão oportunidades a todo o mundo e isso aconteceu comigo. Se tivesse oportunidade igual à que estou a ter no Besiktas, estaria no Benfica melhor do que na minha primeira época», argumentou.