Radioatividade de Fukushima continua afetar costa do país

JAPÃO 02-10-17 9:24
Por Redação

Resíduos radioativos do acidente com a central nuclear de Fukushima, no Japão, foram descobertos em areia e água subterrânea de praias a quase cem quilómetros de distância da instalação afetada pelo terramoto de 2011.

Césio radioativo libertado durante o desastre na central, atingida pelo maremoto provocado pelo abalo de terra, concentrou-se nas areias e tem estado a escorrer para o oceano.

Nas semanas a seguir ao desastre, que ocorreu a 11 de março de 2011, césio 157 foi levado pelas correntes marinhas e acumulou-se na costa, onde se manteve agarrado à areia na mistura subterrânea de água doce com salgada.