Pauleta imortalizado em filme e na História do Mundial e do futebol

Seleção 17-05-2018 14:38
Por António Barroso

Pedro Resendes, ou Pauleta, como todos o conhecem, e a sua fundação, que lançou após o Euro-2004, foram imortalizados numa curta-metragem, com a participação de Rui Miguel Tovar, que será emitida antes de se iniciarem as hostilidades na Rússia. O sonho de Pauleta se chama a película, que retrata não apenas os feitos do avançado que, sem nunca ter jogado na 1.ª divisão, foi herói em Salamanca, Paris e na Seleção, da qual é o segundo melhor marcador de sempre, tendo suplantado Eusébio e sido, depois, ultrapassado por Cristiano Ronaldo.


«Liguei-lhe logo a dizer que este era o recorde mais difícil que ele tinha batido», revelou esta quinta-feira o açoriano e atual diretor da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), cujas atividades da sua fundação e escola de futebol, com 350 miúdos, têm permitido auxiliar os mais necessitados com coisas básicas à existência humana, e «muito honrado por fazer parte da história do futebol e do Mundial», na apresentação do Canal História da sua maratona de emissões dedicada ao desporto-rei e a esta competição, ‘A maior história alguma vez jogada’, que estará no ar do próximo dia 28 até 10 de junho, durante 14 dias, com 24 horas por dia dedicados ao futebol.


Pauleta entra na rúbrica exclusiva da programação, que trouxe a Lisboa o diretor ibérico do Canal História -  homónimo do capitão de equipa do Real Madrid, Sergio Ramos, - dos ilustres jogadores que assinaram três golos num só jogo num Mundial (nos 4-0 à Polónia, Coreia/Japão-2002). Mas também há séries, filmes, momentos, os cinco mais icónicos Mundiais de sempre, e ainda espaço para os ‘Dream Teams’, as equipas que ganharam a imortalidade, e para os treinadores, batizados ‘Os Padrinhos do futebol’, onde aparece José Mourinho (como Gerard Houllier, Antonio Conte, ou Eriksson) em destaque a dizer «Eu não choro». Mas Cristiano Ronaldo, Eusébio e até Pepe a discutir com um alemão nos 0-4 para os germânicos do Brasil-2014 de má memória também têm lugar especial na emissão.


Curiosa foi a resposta de Pauleta, questionado por A BOLA, sobre o fato de os dois melhores marcadores da Seleção, Cristiano Ronaldo e ele, virem das ilhas, Madeira e Açores (e Eusébio nasceu em Moçambique, recorde-se).


«Não sei se é a inspiração do Atlântico [risos]. Mas em breve virá um outro de qualquer região do continente. Digo sempre que acho que já nasci avançado, o resto vai-se aperfeiçoando», contou Pauleta. Com uma revelação sobre esse jogo de há 16 anos, na Coreia do Sul, em que assinou ‘hat trick’ ante os polacos: «Saí do estádio às 2 ou 3 da manhã, fui ao controlo antidoping, eles muita cerveja me deram, mas estava tão entusiasmado que urinar… nada.»


Na aposta arrojada do canal, que literalmente faz História antes do pontapé de saída no Rússia-2018, há lugar para cinco comparativos entre alguns dos melhores de sempre: Pelé/Maradona, Klinsmann/Van Basten, Platini/Zidane ou Beckam/Bale e, claro Messi/Cristiano Ronaldo.


Mas também os 7-1 da Alemanha nas meias-finais de 2014 ao Brasil, em Belo Horizonte (‘o dia da infâmia’, como ficou imortalizado), ou o melhor golo, para muitos de sempre – quando Maradona fintou oito jogadores da Inglaterra e marcou, no México-1986, ou até a magia que foi Luciano Pavarotti a entoar ‘Nessun Dorma’ na abertura do Itália-1990 são outros momentos retratados.


Entre os treinadores, além de Gerard Houllier, Louis Van Gaal, Sven Goran Eriksson, Claudio Ranieri e Roy Hogdson são os imortalizados na caixa mágica que mudou o mundo. E Luís Figo, como Eusébio e Cristiano Ronaldo, além do treinador José Mourinho, surge nas rúbricas dedicadas a ‘Os imortais’ que o maior fenómeno desportivo do planeta, o futebol, deixou como inspiração.


Há ainda filmes sobre o mais famoso adeptos do Mundo, o espanhol Manolo e o seu inseparável bombo, o maior coleccionador de cromos do planeta, Gianni Bellini, sobre os observadores, a primeira árbitra muçulmana no Reino Unido (Jawahir Roble, ou JJ) e tributo aos grandes palcos, adeptos e jogos que ficam... na História.

Ler Mais

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais