Presidente do MDM distancia-se de porte ilegal de arma do edil interino de Nampula

Moçambique 10-11-2017 15:56
Por António Mavila
«Ninguém mas ninguém mesmo, mesmo perante ameaças de morte tem direito de estar na posse duma arma de fogo de forma ilegal» são com estas palavras que o presidente do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), reagia à detenção da passada quinta-feira do edil interino de Nampula, acusado de posse ilegal duma arma de fogo do tipo pistola.

Daviz Simango repetiu diversas vezes que nenhum cidadão independentemente da sua raça, cor ou filiação política deve possuir armas de fogo e em caso de alguém sentir-se ameaçado deve recorrer às autoridades para a devida proteção.

Manuel Tocova, militante do MDM, e presidente interino do Conselho Municipal de Nampula, foi detido na tarde de quarta-feira após ter prestado depoimentos aos agentes do Serviço Nacional de Investigação Criminal.

Para a nossa fonte a posse ilegal de arma em Moçambique é crime, daí que Manuel Tocova, mesmo sendo membro sénior do MDM, deve ser responsabilizado pelo crime cometido, uma vez essa atitude não ser postura de ser ou estar do seu partido.

Simango apela a todos aqueles que possuem armas em casa no sentido de entregarem as autoridades policiais.

Ao que se sabe, o próprio edil interino de Nampula confirmou ter alugada a arma ilegalmente de um antigo deputado da Renamo, no valor de três mil meticais (44 euros) por mês, mas que não chegou a honrar com os pagamentos.

Recorde-se que há dias o Presidente interino de Nampula foi condenado a três meses de prisão com pena suspensa por um ano.
Ler Mais

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais