Edil interino de município detido por posse ilegal de arma

Moçambique 09-11-2017 13:15
Por Lusa
O presidente interino do município moçambicano de Nampula, Manuel Tocova, está detido por posse ilegal de arma de fogo, noticiou hoje a emissora pública Rádio Moçambique (RM).

Segundo a RM, Manuel Tocova, membro do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), terceiro maior partido, foi detido na quarta-feira na cidade de Nampula, norte de Moçambique.

Em conferência de imprensa, o presidente do MDM, Daviz Simango, disse hoje que o partido se distancia das acusações imputadas a Manuel Tocova.

«Nós não concordamos, muito menos compactuamos que se encontre uma arma ilegal [na posse de um membro do partido]», afirmou Daviz Simango, edil da Beira, centro de Moçambique.

O paradeiro de Manuel Tocova esteve envolto em confusão esta semana, depois de o edil interino de Nampula ter dito a alguns órgãos de comunicação social moçambicanos, ao telefone, que tinha fugido de Nampula para um lugar que ele próprio descreveu como «incerto», devido a ameaças de morte.

Manuel Tocova desmentiu depois que se encontrasse em lugar «incerto», surgindo mais tarde notícias de que está em Nampula, onde acabou detido na quarta-feira.

Na quarta-feira, o Tribunal Judicial da Província de Nampula considerou nula e sem efeito jurídico a nomeação por Manuel Tocova de 10 vereadores e seis chefes de postos administrativos, exigindo os dirigentes municipais que havia exonerado sejam reempossados.

Na sequência das nomeações, o edil interino de Nampula foi condenado a três meses de prisão suspensa por desobediência.

Manuel Tocova, que era presidente da assembleia municipal de Nampula, assumiu a presidência do governo da cidade, na sequência do assassinato a 04 de outubro do anterior edil, Mahamudo Amurane.

Na terça-feira, o Conselho de Ministros marcou a eleição intercalar em Nampula para 24 de janeiro.
Ler Mais

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais