Petro e 1.º de Agosto voltam a disputar final da Taça quase 20 anos depois

Angola 09-11-2017 11:02
Por Lusa
Os dois principais clubes angolanos, Petro de Luanda e 1.º de Agosto, disputam no sábado a final da Taça de Angola em futebol, quase 20 anos depois da última vez que jogaram a partida decisiva da competição.

A final está agendada para o Estádio 11 de Novembro, em Luanda, no dia em que Angola assinala o 42.º aniversário da independência do país, juntando as equipas que foram também as duas primeiras classificadas do último campeonato angolano, o ‘Girabola`, que terminou no último domingo.

Do lado do 1.º de Agosto, que revalidou o título de campeão (2016 e 2017), os ‘militares` de Luanda vão contar no banco, pela última vez, com Dragan Jovic, depois de já terem perdido na época anterior as promessas Gelson Dala e Ary Papel, para o Sporting.

No caso do treinador bósnio, a saída da equipa de Luanda, ao fim de quase quatro anos, deve-se a motivos de saúde, de acordo com a explicação avançada pela direção do 1.º de Agosto.

"Tivemos uma temporada muito boa, já ganhamos a Supertaça, já ganhamos o ‘Girabola’. O que eu vi nos treinos foi um plantel que tem o grande desejo de fechar esta temporada com mais um título. Do outro lado temos uma grande equipa, mas nós vamos fazer tudo para ganhar a taça", afirmou Dragan Jovic.

O 1.º de Agosto soma até ao momento cinco taças de Angola em futebol, metade das que tem o Petro de Luanda, o eterno rival dos `militares`.

"Temos o mérito de disputar um outro título. No primeiro estivemos em disputa com o 1.º de Agosto até ao final, não conseguimos, e agora temos outra oportunidade. É por isso que eu insisto que não é salvar a época, porque a nossa temporada foi muito boa", afirmou o treinador hispano-brasileiro Beto Bianchi, do Petro de Luanda, também no lançamento da final de sábado.

Apesar de ter levado a discussão no ‘Girabola’ até à penúltima jornada, cujo campeonato foi novamente perdido para os ‘militares`, a equipa dos ‘petrolíferos` de Luanda apresenta na frente o principal artilheiro da época em Angola, o brasieiro Tiago Azulão, que marcou 16 golos no campeonato.

Na última final entre os dois históricos de Luanda, realizada em 1990, venceu o 1.º de Agosto, por 1-0.

O Recreativo do Libolo venceu em 11 de novembro do ano passado a Taça de Angola em futebol de 2016, a primeira da história do clube do Cuanza Sul, treinado então pelo português João Paulo Costa.
Ler Mais

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais