UNICEF alerta para necessidade de registo de nascimento das crianças

Guiné-Bissau 31-10-2017 17:38
Por Lusa
O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) alertou hoje para a necessidade de se fazer o registo de nascimento na Guiné-Bissau, sublinhando que sem registo as crianças são invisíveis aos "olhos do Estado".

«Sem o registo de nascimento, a criança torna-se invisível aos olhos do Estado», afirmou a representante da UNICEF na Guiné-Bissau, Christine Jaulmes, salientando que a taxa de registo de nascimento no país é de apenas 24%.

A representante da UNICEF falava na abertura de um seminário no parlamento sobre a importância da realização do registo de nascimento.

«O registo de nascimento é o documento de base para que toda a criança adquira um nome, uma nacionalidade e a salvaguarda de muitos dos seus direitos económicos, civis, políticos, sociais, culturais e atribui a proteção contra todas as formas de abusos e exploração», disse Christine Jaulmes.

A conferência foi promovida pela Comissão Especializada Permanente da Mulher e da Criança do parlamento guineense, em parceria com o Ministério da Justiça e o Fundo da Consolidação da Paz.

Durante o encontro, que termina hoje, os deputados vão debater temas como o quadro legal do registo de nascimento, a importância do registo e a sua utilidade e as estratégias da UNICEF para ajudar as autoridades guineenses a combater a falta de registo.
Ler Mais

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais