Oposição acusa Governo de manter ilegalmente tropas ruandesas no país

São Tomé e Príncipe 21-10-2017 19:37
Por Lusa
O Partido da Convergência Democrática (PCD), segunda força da oposição são-tomense, acusou o Governo do primeiro-ministro Patrice Trovoada de «continuar a manter ilegalmente a presença de tropas ruandesas no país» e de adotar «uma postura de musculação».

Com «a continuação ilegal da presença de tropas ruandesas no país», o Governo tem mantido «uma postura de musculação», refe um comunicado do partido, acrescentando que «a exclusão de grande parte dos são-tomenses em relação às grandes decisões da vida coletiva» no país é um exemplo dos «atropelos à democracia, dessa nova ditadura instalada».

«A gravidade desta atitude não deve deixar os são-tomenses tranquilos», sublinha a formação política, com cinco assentos parlamentares.
Ler Mais

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais