Dhlakama diz que assassinato Mahamudo Amurane tem motivações políticas

Moçambique 07-10-2017 12:58
Por António Mavila, Beira
O líder da Renamo, Afonso Dhlakama, admite a hipótese de Mahamudo Amurane ter sido assassinado por motivações políticas, mas põe de lado a possibilidade de tal ato macabro ter sido orquestrado pelo Movimento Democratico de Mocambique (MDM), e apela a polícia a encontrar os assassinos.

«Não quero aceitar que a motivação tenha saído do MDM. Daviz Simango não tem esquadrão da morte, ele não teria coragem de pedir o esquadrão para abater o seu membro», disse Dhlakama.

Para Dhlakama, que falava via telefone à televisão privada STV, eventuais acordos secretos políticos ou económicos, entre Amurane e supostos parceiros, que não foram cumpridos, o que pode ter ditado a morte do edil de Nampula.

Contudo, para Dhlakama, o mais importante neste momento é clarificar o crime. Os restos mortais de Mahamudo Amurane foram hoje a enterrar em Nampula.

Ler Mais

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais