Manifestação cancelada após PM anunciar substituição de manuais com erros

Cabo Verde 06-10-2017 22:13
Por Lusa
Uma manifestação para convencer o Governo a retirar do mercado manuais escolares com erros foi cancelada hoje à tarde, após o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, ter anunciado de manhã que os livros serão substituídos.

A manifestação foi anunciada na terça-feira pelo psicólogo José Tavares, um dia após terem sido detetadas vários erros em manuais de Matemática do 1.º ciclo, e depois de o Ministério ter adiantado que iria manter os livros no mercado.

Os pais e encarregados de educação queriam apelar a tutela a rever a sua decisão de manter os manuais no mercado, considerando que essa decisão poderia prejudicar os alunos.

Mas hoje de manhã, o primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, anunciou à imprensa a substituição dos manuais escolares de matemática.

José Tavares disse na altura que a manifestação iria acontecer mesmo após o anúncio, mas foi cancelada o protesto que teria concentração em frente ao Palácio do Governo, na Várzea, zona baixa da cidade da Praia.

Na altura marcada, já havia um aparato policial montado no local, alguns jornalistas e curiosos, mas o protesto já não chegou a acontecer.

José Tavares disse, porém, que os promotores «não vão ficar de braços cruzados» e dão um prazo, que não especificou, para terem certeza em como os livros serão retirados de circulação.

O anúncio do chefe do Governo aconteceu no mesmo dia em que foi aceite a demissão da Diretora Nacional da Educação, Adriana Mendonça, a maior visada nas críticas, por ter sido a coordenadora geral e um dos revisores linguísticos dos livros.

Cabo Verde introduziu este ano um novo plano de ensino, que prevê o reforço do português, ciências e da matemática, mas o livro de matemática, do 1.º e 2.º anos do 1.º ciclo, tem vários erros classificados por vários especialistas em educação como «gravíssimos» e «grosseiros».

Além desses, o Ministério anunciou esta semana que outros livros escolares de vários anos de ensino usados em Cabo Verde têm centenas de erros, tendo até ao momento contabilizado 266 falhas e sugestões de alteração em manuais de várias disciplinas do 2.º ao 6.º ano.
Ler Mais

Destaques

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais